(enriqueta y fellini - liniers)

apaixonar-se é a coisa mais fácil de se fazer. é a coisa mais empolgante, a coisa mais poderosa, é por isso que desapaixonar-se dói pra caramba. mas, não há nada melhor do que se apaixonar, é a melhor coisa. apaixonar-se é fácil mas, uma vida inteira amando, é um milagre. relacionamentos nem sempre são fáceis. todos nós queremos ser amados, ser felizes, então, por que não somos? porque nos tornamos especialistas em sabotar nossa própria felicidade nos fazendo de vítimas, quando na verdade, são as escolhas que fazemos, os maus hábitos, os vícios, a inabilidade de demonstrar amor e compaixão, são essas coisas que nos destroem. não somos vítimas, somos assassinos quando se trata de amor e felicidade. nós aplaudimos o sentimento..mas não mudamos. por quê? porque sabemos o que queremos. então, nós fazemos, dizemos, tentamos, bancamos as vítimas, contratamos advogados...e isso tem que parar. é uma questão de caráter, isso é sobre quem tem o melhor caráter. às vezes, decepcionamos as pessoas com quem devemos estar, e, às vezes, as pessoas fazem coisas que sentem vergonha. e normalmente, depois que a culpa se estabelece, nós pioramos as coisas. e a verdade? bem, a verdade é um conceito absoluto, e a verdade pode te libertar... o caráter muda tudo.

(imagens do filme serendipity e texto de one tree hill)

escuto muito isso de quem acabou de perder um animal. "é muito sofrimento, a gente se apega e depois sofre demais".

todos os dias eu olho para a minha gata e sei que ela vai morrer. a magreza dela já diz que eu estou perdendo a luta, embora eu ainda tenha esperanças e reze por um milagre.

hoje, olhando para ela fiquei me indagando sobre quando será o dia dela e fui tomada por uma tristeza imensa.

as pessoas querem ter animais sem ter que passar por isto? é irreal.

mas eu não consigo dizer "não vale a pena, depois dessa não quero mais bichos". o que eu penso é: eu ofereço o meu sofrimento em troca do seu sofrimento. eu tiro você da rua, de morrer na rua, de frio, de fome, de dor, para que você pelo menos morra abraçada por alguém que te ama muito. eu sofro no seu lugar, para que você sofra menos.

para mim, é uma cruz, mas cheia de sentido...

abro o refrigerador, eis que te vejo, ó doce sorvete dos céus, tu és a melhoria de todos os sorvetes de chocolate, és o docinho da festa, és o gelado que esquenta, faz o dia ficar melhor e mais bonito. sorvete de brigadeiro, tu trazes a vida a nosso mundo, nutre nossa vida com o de melhor que temos, és a vida, és o amor...pena que já derreteu...

nelson: por que um mês?
sara: porque é tempo suficiente para não ter nada sério... e para se tornar inesquecível na vida de alguém!
nelson: todo mês será novembro, e eu sara, te amo todos os dias!

(nelson e sara - doce novembro)

the stars lean down to kiss you, and I lie awake I miss you. pour me a heavy dose of atmosphere, cause I'll doze off safe and soundly, but I'll miss your arms around me. I'll send a postcard to you dear, cause I wish you were here. I'll watch the night turn light blue, but it's not the same without you, because it takes two to whisper quietly... the silence isn't so bad, till I look at my hands and feel sad, cause the spaces between my fingers are right where yours fit perfectly. I'll find repose in new ways, though I haven't slept in two days, cause cold nostalgia chills me to the bone. But drenched in Vanilla twilight, I'll sit on the front porch all night, waist deep in thought because when I think of you. I don't feel so alone. as many times as I blink I'll think of you... tonight. when violet eyes get brighter, and heavy wings grow lighter, I'll taste the sky and feel alive again. and I'll forget the world that I knew, but I swear I won't forget you, oh if my voice could reach back through the past, I'd whisper in your ear, oh darling I wish you were here.

(owl city - vanilla twilight)

all I know is that you're so nice you're the nicest thing! I've seen I wish that we could give it a go... see if we could be something. I wish I was your favorite girl. I wish you thought I was the reason you are in the world. I wish my smile was your favorite kind of smile. I wish the way that I dress was your favorite kind of style. I wish you couldn't figure me out but you'd always wanna know what I was about. I wish you'd hold my hand when I was upset. I wish you'd never forget the look on my face when we first met. I wish you had a favorite beauty spot that you loved secretly, 'cause it was on a hidden bit that nobody else could see. basically, I wish that you loved me. I wish that you needed me. I wish that you knew when I said two sugars, actually I meant three. I wish that without me your heart would break. I wish that without me you'd be spending the rest of your nights awake. I wish that without me you couldn't eat. I wish I was the last thing on your mind before you went to sleep. all I know is that you're the nicest thing I've ever seen and I wish we could see if we could be something.

(kate nash - nicest thing)

jenny: tire esse cão daqui! quero ele fora daqui, agora!
john: vou levá-lo pra passear.
jenny: não, ele vai pra fazenda!
john: tá, amigo, acho que vamos pra fazenda de novo.
jenny: não estou brincando. não aguento mais!
john: o que ele fez?
jenny: tudo possível! ele é um animal horrível!
john: isso não é justo.
jenny: não, injusto é que connor não durma há duas semanas, porque ele só late. e patrick cair duas vezes ao dia e eu não conseguir nem pensar! esse cachorro parece um trovão!
john: um momento, sei que teve momentos difíceis por causa do novo bebê, até entendo, mas falei com o arnie e depois do parto...
jenny: nem se atreva! não estou com depressão! estou exausta. não estou brava por causa de nenhuma doença! não posso sair sem os garotos por uma hora sequer, porque todas as babás da região morrem de medo do marley!
john: sei, mas você quem disse que não queria mais trabalhar. ainda pode ter ajuda.
jenny: não preciso! livre-se do cão!
john: isso não vai rolar! é óbvio!
jenny: fale mais baixo!
john: eu?!
jenny: livre-se do cão! não sei porque tudo isso! é só um cão!
john: sou seu esposo, vai me expulsar se não me comportar?
jenny: já pensei a respeito.
john: então, somos dois.
jenny: não tem do que reclamar.
john: do quê? acha que fico feliz de estar aqui?
jenny: você é tão idiota!
john: é bom vir pra uma casa que parece o inferno?

(jenny e john - marley e eu)

left your t-shirt in my room, still smells of you, and the picture you hung on the door, lay smashed, picture perfect... explains now, clearly, nothing left but a memory? we only made out, you never kissed me that's how I learned to hold back all feeling. wait, please don't go, I won't stay, all these words on replay. I'm okay, it's all right, good to know that you're fine! pretending everything is right to make it better, I'll hide my make-up smeared eyes, to show that I'm fine! some how you have managed to get under my skin, more than anyone ever did. and if every hole makes a scar, and every scar marks its place, then I will never live freely without your trace, and it'll never be fair. I wrote my songs for you and you never even cared. so I'll forget you, I'll wash your t-shirt and kill the pillow and cut you out of pictures. this drama sat shotgun... my eyes rained like autumn, only the glove box knows how the story goes... now that this bandage is broken and the cuts left in open, I'll tell you just one thing this wasn't worth the sting...

(automatic loveletter - make-up smeared eyes)

macy: com tudo que você está passando, acho que algo assim deve ser complicado.
alex: o quê? macy, todos os pais se divorciam. há outros problemas, maiores.
macy: como o quê?
alex: como gente morrendo no iraque, crianças famintas na áfrica.
macy: desde quando você se preocupa com essas coisas?
alex: sabe o que digo, os problemas menores são muito estúpidos.
macy: não se estiver acontecendo com você.
alex: bom, essas coisas no geral.
macy: parece que alguma coisa aconteceu.
alex: sabe ao que me refiro. na realidade, não.
macy: aconteceu algo?
alex: não. apenas sinto que há algo mais além dessa vida normal, além de professores, rompimentos, namoradas, como lá fora. lá fora há diferentes níveis de coisas. é algo que se passa comigo.
macy: penso isso também.

(macy e alex - paranoid park)

vani: olha você... você é índio?
cara: não.
vani: não? mas a sua família vem da onde? a sua família?
cara: pindamonhangaba!
vani: então, pindamonhangaba é nome índio, é? não é? ué, é!
cara: ué o quê?
vani: ai, puts, eu vou dizer pra você, eu tô precisando de uma palavra de sabedoria, sabe porque eu fumei um bagulho xamânico, uma coisa...
cara: fumou?
vani: fumei. fortíssimo! lá no quartinho e aí rapaz eu despiroquei, eu tô muito louca, cara. eu tô precisando muito de uma palavra de sabedoria, pra mim, pra minha vida. me dá?
cara: bom, agora? assim?
vani: isso, agora. aqui, por favor! FALA PRA MIM!!!
cara: todo índio tem uma dança, eles dançam algo específico para cada cerimônia.
vani: cara, você me iluminou. claro, é por isso que eles vivem dançando...
cara: vivem dançando...
vani: claro, pra segurar!
cara: talvez dançar seja a maneira que eles encontraram para não pirar!
vani: foi Deus que mandou você aqui. muito obrigada! foi Deus que te mandou!
cara: amém!
vani: amém!
cara: louca...

(os normais 2)

sarah: precisamos conversar.
lucy: não sei bem qual o próximo passo.
sarah: você podia começar dizendo porque está brava comigo.
lucy: é difícil até... quero dizer... sinto-me assim há tanto tempo que acho que eu provavelmente ficaria brava com você por tudo. por qualquer coisa.
sarah: eles fizeram outra tomografia computadorizada semana passada. disseram que aparentemente a cirurgia foi um sucesso. não conseguiram ver nenhuma célula cancerosa. toda essa chatice que estou passando é só para garantir. mas eu sei que ficarei bem. e antes eu não sabia. eu estava realmente com medo.
lucy: não quero perder a parte em que conheço você de fato.
sarah: ouça... eu não sei o que vem depois tampouco. eu não sei. vou continuar amando você. e continuar esperando que me deixe entrar na sua vida. e eu vou cometer erros, é claro. mas eu sempre estarei do seu lado. só tem uma coisa que você tem que fazer por mim.
lucy: o que é?
sarah: você tem que parar de fumar.
lucy: está bem. vou parar (...) devia estar dormindo, mãe.

(lucy e sarah - in the land of women)

paige: dói?
sarah: não. a quimioterapia pode ser difícil, disseram que dá náuseas. e posso me sentir cansada.
paige: está com medo?
sarah: sim, às vezes. mas agora não.agora me sinto muito forte.
paige: não parece tão forte... peguei 20 dólares da sua bolsa.
sarah: sério? quando?
paige: faz um tempo. em fevereiro.
sarah: fala sério?
paige: sim. faz tempo que eu queria contar. sinto-me mal por causa disso. desculpe.
sarah: só por curiosidade, para que você precisou de 20 dólares?
paige: é ridículo. eu queria começar a juntar grana para o futuro. mas eu não tinha nenhuma grana, então... eu precisava de um começo.
sarah: certo. ao menos, você é responsável com as finanças.
paige: estou contando porque fora isso, não tenho segredos com você.
sarah: tudo bem ter alguns segredos.
paige: é, mas não tenho. sempre lhe digo a verdade, porque você sempre me diz a verdade.certo?
sarah: certo.
paige: se você diz que tudo ficará bem, eu acredito... e sei que diz a verdade porque nunca mentiria para mim. talvez para outras pessoas como... talvez para lucy, ou talvez para o papai, mas nunca para mim. eu preciso saber. você vai ficar bem?

(sarah e paige - in the land of women)

o teu amor às vezes me traz muita dor (...) vive a me cobrar muito, segue cada passo que dou, eu nem sei mais para onde vou. muitas vezes entro no ridículo de desgastar-me em explicações que nada adiantam, pois não evitam as duras colisões. as explosões da tua personalidade forte, sempre vem, os gritos, os escândalos ecoam pelo ar da cidade, a tua ferocidade devora-me o espírito. tudo que vejo e percebo é puro conflito, a coisa não tem mais sentido, teu ciúmes, a estupidez, chegou ao seu cúmulo. não sou um cão onde podes por tua coleira de domínio, foi exatamente essa tua mania em desejar me controlar, fez com que eu perdesse de ti, o fascínio.(...) o meu coração deseja se livrar de tudo isso (...) anseio abraçar a liberdade plena, que me trará a felicidade inteira, e não pela sua metade.

(elton das neves)

para as coisas importantes, nunca é tarde demais, ou no meu caso, muito cedo, para sermos quem queremos. não há um limite de tempo, comece quando quiser. você pode mudar ou não. não há regras. podemos fazer o melhor ou o pior. espero que você faça o melhor. espero que veja as coisas que a assustam. espero que sinta coisas que nunca sentiu antes. espero que conheça pessoas com diferentes opiniões. espero que viva uma vida da qual se orgulhe. se você achar que não tem, espero que tenha a força para começar novamente.

(o curioso caso de benjamin button)

when everything seems to go wrong and you need somebody strong with a smile and a song, love for love. and when you're not having much fun, and the day is never done until you do find someone, look for love. and when you find love and keep all your love, success and happiness too will be for you. and now you really know that wherever you go the story is so, look for love (till end).

(billie joe armstrong - look for love)

stephen: que merda você estava pensando? você ficou entediado?

michael: não, sou apenas um idiota.

stephen: nisso nós concordamos e muito.

michael: eu a amo, stephen. eu sei agora que a amo mais do que jamais amei alguém.

stephen: pare de falar de amor. todo idiota no mundo diz que ama alguém. isso não significa nada.

michael: mas é a verdade.

stephen: continua não significando nada. o que você sente só interessa a você. é o que você faz às pessoas que diz amar, o que realmente importa. é a única coisa que importa.

(stephen & michael - the last kiss)

de vez em quando escuto alguém me dizer: - pára com isso! é apenas um cão! ou então: - mas é muito dinheiro para se gastar com ele! é apenas um cão. essas pessoas não sabem do caminho percorrido, do tempo gasto ou dos custos que significam "apenas um cão". muitos dos meus melhores momentos me foram trazidos por "apenas um cão". por muitas horas em minha vida, minha única companhia era "apenas um cão", e eu não me sentia desprezado. muitas de minhas tristezas foram amenizadas por "apenas um cão". e naqueles dias sombrios, o toque gentil de "apenas um cão" me deu conforto e motivo para seguir em frente. se você também é daqueles que pensam que ele é "apenas um cão", com certeza deve entender bem expressões como "apenas um amigo", "apenas um nascer de sol", "apenas uma promessa". "apenas um cão" deu à minha vida a verdadeira essência da amizade, da confiança, da pura e irrestrita felicidade. "apenas um cão" faz aflorar a compaixão e a paciência que fazem de mim uma pessoa melhor. porque pra mim - e para pessoas como eu - não se trata de "apenas um cão", mas da incorporação de todos os sonhos e esperanças do futuro, das lembranças afetuosas do passado, da pura felicidade do momento presente. "apenas um cão" faz brotar o que há de bom em mim e dissolve meus pensamentos e as preocupações do meu dia. eu espero que algum dia algumas pessoas entendam que não é "apenas um cão", mas é aquilo que me torna mais humano e me permite não ser "apenas um homem". então, da próxima vez em que você escutar a frase "é apenas um cão", apenas sorria para essas pessoas porque elas apenas não entendem.

(sandra dee)

I don't want to live in the modern world!

(green day - american eulogy)

do you know what’s worth fighting for, when it’s not worth dying for? does it take your breath away and you feel yourself suffocating? does the pain weigh out the pride and you look for a place to hide? did someone break your heart inside? you’re in ruins (...) when you’re at the end of the road, and you lost all sense of control, and your thoughts have taken their toll. when your mind breaks the spirit of your soul, your faith walks on broken glass and the hangover doesn’t pass, nothing’s ever built to last. you’re in ruins (...) when it’s time to live and let die and you can’t get another try. something inside this heart has died! you’re in ruins (...) throw up your arms into the sky, you and I ♥

(green day - 21 guns)

zia: quando estou aqui, com você, sinto falta de como eu era.

mikal: e como você era?

zia: era feliz.

(zia & mikal - wristcutters: a love story)

clay: mas tudo isso não se trata só de mim. tudo isso se trata de você esperar por alguém que sabe que nunca voltará. e do tempo que passamos esperando. e das pessoas que conhece... na sala de espera.

(clay - personal effects)

o ponteiro marca 150. tudo passa ainda mais depressa... o amor, a felicidade. o vento afasta uma lágrima que começa a rolar no meu rosto. estou a 160. vou acender os faróis, já é noite. agora são as luzes que passam por mim. sinto um vazio imenso, estou só na escuridão a 180. estou fugindo de você...

(roberto carlos - 120...150...200 km por hora)

domino: se quiser saber o que é ou não real, dane-se! não é da sua conta. não direi o que tudo significou. o que interessa é que completei a minha missão. eu a salvei. e quando crescer, uma mulher chamada domino dirá a ela que só há uma conclusão para cada história. todos morrem no final.

(domino - caçadora de recompensas)

onde está o caminho que faz o tempo passar depressa? porque os meus olhos já estão cansados de empurrar tudo e a minha boca cansa de sorrir durante o dia...

sam: se não rir de si mesmo, a vida vai parecer mais longa do que gostaria (...) o que se pode fazer? rir, entende? não estou dizendo que não choro. mas antes disso, eu rio. e percebo que é bobagem levar qualquer coisa muito a sério.

(sam & andrew - garden state)

sylvia: fiz uma coisa pra você. é uma camisa.

andrew: que bom! obrigado.

sylvia: quer provar agora?

andrew: agora?

sylvia: caso eu precise ajustar antes que vá embora de novo e a gente não te veja por mais nove anos. quero ter certeza que serve.

andrew: tudo bem.

sylvia: vai amar o tecido. usei as sobras do projeto da sua mãe. maravilhoso.

(andrew & sylvia - garden state)

billie joe: ninguém sai dessa banda a não ser em um caixão.

(billie joe/green day - entrevista a stv)
----------------------------------------------------------------------------------
OFF: por isso que eu amo essa banda <3

arthur: quantos vê?

patch: há quatro dedos.

arthur: não. olhe para mim. está se concentrando no problema. assim, não pode ver a solução. nunca se concentre no problema. olhe para mim. quantos vê? olhe além dos dedos. quantos você vê?

patch: oito.

arthur: oito, oito. sim. oito é a resposta correta. vê o que ninguém mais vê. vê o que todos preferem não ver... por medo, conformismo ou preguiça. vê um novo mundo cada dia. na verdade, está a caminho.

(patch & arthur - patch adams)

bradley: o que está fazendo você sorrir assim?

margit: um homem incomum. um homem inocente. um homem sincero. alguém que deu tanto amor e nunca recebeu nada em troca. não do modo que ele merece.

(bradley e margit - banquete do amor)

já faz tempo, ainda me lembro de tudo aquilo que passou, das palavras que nós dissemos: paz, felicidade e amor. estas são nossas armas para deter a solidão e a dor. a amizade da gente é forte, sempre ela triunfará. e... sinto energia, quando eu vejo você! ficou com a gente o maior poder... com meus amigos, e muita garra no meu coração, toda luta eu sei que vamos vencer, sempre... verdade, fé, esperança iluminando o meu viver. e o nosso dia tá pra chegar, todo sonho vai se realizar, sempre... sentindo a alegria e o prazer de viver!

(dragon ball z - encerramento da saga do majin boo)

anthea: sabe... ela tinha 4 anos a primeira vez que me venceu no esconde-esconde. quatro! eu estava procurando por ela há horas. quando eu finalmente a encontrei ela simplesmente sorriu. sabe aquele "sorriso da effy"? que significa: você não me conhece e nunca conhecerá. isso é um tipo de mágica. ela é tão boa em ocultar as coisas e esconder, evitar... mas eu a conheço. e sei que ela tem tanto amor no coração que a idéia de o liberar, mostrar suas cartas a mata de medo. nunca pensei que seria possível sentir tanta falta de alguém assim.

(anthea & jj - skins)

on an island in the sun we'll be playin' and havin' fun! and it makes me feel so fine I can't control my brain! we'll run away together, we'll spend some time forever, we'll never feel bad anymore, hip hip

(weezer - island in the sun)

look into her eyes you can see she's crying out, she hides behind her smile. you can see the pain of doubt and if you would hold her close you could feel the brokenness inside. you would know she feels alone, she feels empty. she needs more than a hug on a holiday, she needs more than a smile on a sunday, she's not looking for you to fix what is wrong, she really wants to know, really wants to know she belongs, she needs more than a love song! listen to her now, broken is a beautiful sound. she's a little scared. she's afraid of falling further down! but maybe if you let her know and gave her just a little hope, somehow if she knew the truth she'd come alive! in the end we will learn actions speak louder than our words!

(fireflight - more than a love song)

olhe para mim! estou mudando! tentando de todos os modos. estou mudando! serei melhor do que sou e espero conseguir! e eu sei que posso! Mas eu preciso de você... preciso de ajuda! durante toda a vida fui uma tola. quem disse que eu conseguiria sozinha? quantos bons amigos já perdi pelo caminho? quantos bons amigos já perdi pelo caminho? quantas noites solitárias enfrentei andando pelo caminho errado? não havia nada para encontrar. todos aqueles anos de escuridão podem cegar uma pessoa. mas agora eu consigo ver, eu estou mudando! tentando de todos os modos. eu estou mudando! serei melhor do que sou, mas preciso de um amigo que me ajude a recomeçar... isso seria maravilhoso! sei que vai dar certo dessa vez, porque dessa vez eu estou mudando! vou comandar minha vida agora! eu estou mudando! sim! eu sei como eu vou recomeçar! vou deixar meu passado para trás, vou mudar a minha vida, vou fazer um juramento e nada vai me deter agora!

(effie - dreamgirls)

emily: eu te conheço. sei que voce é solitária. eu acho que voce precisa de alguém que te queira. bem, eu quero voce! então seja corajosa! e me queira também!

(emily - skins)

pearl: o que é que as pessoas não vêem?

leland: como tudo está sempre a fugir. como todos estão sempre a morrer por dentro. a verdadeira tristeza que todos suportam.

(pearl e leland - the united states of leland)

sempre que precisei dele, no passado, dewey estivera a meu lado. ele sentara em cima do meu computador quando achei que a vida iria me esmagar, sentou ao meu lado no sofá e esperou que jodi viesse passar algum tempo com a gente. agora ele começou a sentar a meu lado e, subindo uma pata de cada vez, em meu colo. ele parou de andar a meu lado e começou a insistir em subir nos meus braços. isso pode parecer uma coisa de nada, mas fazia toda a diferença para mim, porque, veja voce, eu não tinha ninguém em quem pudesse tocar. havia uma distância entre mim e o mundo, e não havia ninguém para me abraçar, para me dizer que tudo ia dar certo. não era apenas a cirurgia. durante dois anos, enquanto eu estava agoniada com a tomada de decisão, chorei pela perda e suportei a dor física - e dewey me tocava todos os dias. ele sentava em meu colo. aninhava-se em meus braços. e, quando acabou, quando finalmente voltei a algo que se parecia com o meu eu normal, ele voltou imediatamente a sentar a meu lado. ninguém entendeu o que eu estava passando durante aqueles dois anos, ninguém, com exceção de dewey. ele parecia compreender que o amor era constante, mas que isso poderia ser elevado a um nível mais alto quando realmente fosse importante.

(vicki myron - dewey)

chris: quando era pequena leu the very hungry caterpillar? oh, é um clássico! é sobre essa lagarta... e basicamente ela come outras coisas, e aí entra num casulo, e vira uma borboleta. depois que meu irmão morreu, e sempre que meus pais estavam... enfim, eu entrava na coberta e ficava lendo de novo e de novo. e me fazia pensar... "quando eu sair, não quero ser diferente. quero que o mundo lá fora seja diferente."

(chris - skins)

Copyright © 2011 Quero refletir amor.... Designed by MakeQuick, blogger theme by Blog and Web | Posts RSS | Comments RSS