bem do ladinho do céu tem um lugar chamado ponte do arco íris. quando morre um animal que foi especial para alguém daqui, esse animal vai para ponte do arco íris. lá existem riachos e colinas para que todos os nossos amigos possam correr e brincar juntos. tem muita comida, água e sol, e nossos amigos estão quentinhos e confortáveis. todos os animais que estavam velhos e doentes voltaram a ter vigor e saúde; aqueles que estavam machucados ou aleijados estão inteiros e fortes novamente, exatamente como nas nossas lembranças dos tempos que já se foram. os animais estão felizes e contentes, exceto por uma coisinha: cada um deles sente falta de alguém muito especial , que teve que ficar para trás.

todos correm e brincam juntos, mas chega o dia quando um subitamente para e olha para longe. seus olhos brilhantes estão atentos; seu corpo treme de ansiedade. de repente ele começa a correr para longe do grupo, voando sobre o gramado verde, suas pernas indo mais e mais rápido. você foi avistado, e quando você e o seu amigo finalmente se encontrarem, vocês se abraçam numa reunião feliz, para nunca serem separados novamente. os beijos alegres chovem sobre o seu rosto; suas mãos afagam de novo a cabeça amada, e você pode olhar mais uma vez nos olhos confiantes do seu amigo, ausentes há tanto tempo da sua vida mas nunca longe do seu coração. aí vocês cruzam juntos a ponte do arco íris...

(1998 - 2010)

naomi: eu te amei desde a primeira vez que eu te vi. eu acho que eu tinha 12 anos. demorou três anos para eu ter coragem de falar com você. eu estava tão assustada de como eu estava me sentindo. sabe, amando uma garota. que eu aprendi a ser uma vadia sarcástica para me sentir normal. eu transei com caras para tentar esquecer, mas não deu certo. quando nós ficamos juntas, isso me assustou pra caralho porque você era a única pessoa que podia arruinar a minha vida. eu te afastei. eu te fiz pensar que era sua culpa. mas, na verdade, eu só estava com medo da dor. fodi com aquela garota sophia para meio que te irritar por ter esse poder sobre mim. e sou uma completa covarde porque... eu comprei essas... essas passagens a goa para nós, há três meses. mas eu não conseguia aguentar. não queria ser escrava do jeito que eu me sinto a seu respeito. você consegue entender? você estava tentando me punir e foi horrível. é tão horrível porque... sério, eu morreria por você. eu amo você. eu amo você tanto que isso está me matando.


(naomi - skins)

effy: aqui. o seu buraco que combina com o meu. no momento em que te vi, eu sabia que seria o mais próximo que eu ficaria de... me aproximar. eu não sabia o que fazer com esse sentimento. felicidade.

freddie: olha, effy... você está mais próxima que eu jamais...

effy: mas eles sabem, agora, e estão famintos. famintos pra caralho. porque, que eu saiba, há muito que estão me perseguindo. e agora estão prontos, estão fortes o bastante pra irromper. e eu não consigo lutar com eles. eu costumava conseguir quando eu era forte, mas... você me deixou fraca. e agora eu não consigo. não consigo.

(a tab with your face on it.)

(effy & freddie - skins)

existe muito essa cultura do “vamos lá, vamos para frente”. mas é preciso respeitar essa pessoa porque ela está em dor. chega a ser uma dor física. precisamos ter paciência com a avalanche de emoções que se seguirão para se adaptar a um coração que nunca mais vai ser o mesmo. e o ser humano tem passado por cima dessa necessidade de se recolher, não quer ficar triste. mas é dessa dor que vai vir a força para superar. não se aprende só na alegria, mas também com a dor. nesse momento, temos de ser humanos: ter paciência com o tempo, com você, com a dor. isso é ser humano. mas as pessoas não se dão mais esse direito.

(christiane torloni)

Copyright © 2011 Quero refletir amor.... Designed by MakeQuick, blogger theme by Blog and Web | Posts RSS | Comments RSS