...so hold me tight
somebody mixed my medicine
I don't know what I'm on
somebody mixed my medicine
but baby it's all gone
somebody mixed my medicine
somebody is in my head again
somebody mixed my medicine again, again...

(my medicine - the pretty reckless)

janaína acorda todo dia às quatro e meia e já na hora de ir pra cama janaína pensa: que o dia não passou, que nada aconteceu...! janaína é passageira, passa as horas do seu dia em trens lotados, filas de supermercados, bancos e repartições que repartem sua vida. janaína é beleza de gestos, abraços, mãos, dedos, anéis e lábios, dentes e sorriso solto que escapam do seu rosto. janaína é só lembrança de amores guardados. hoje é apenas mais uma pessoa que tem medo do futuro - que aconteceu (?) - se alimenta do passado. mas ela diz que apesar de tudo ela tem sonhos. mas ela diz que um dia a gente há de ser feliz... se Deus quiser...! já não imagina quantos anos tem... já na iminência de outro aniversário...!

(janaína - biquíni cavadão)

eu queria ver no escuro do mundo aonde está o que você quer, pra me transformar no que te agrada, no que me faça ver quais são as cores e as coisas pra te prender?! eu tive um sonho ruim e acordei chorando por isso eu te liguei. será que você ainda pensa em mim? será que você ainda pensa? às vezes te odeio por quase um segundo depois te amo mais. teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo, tudo que não me deixa em paz.

(quase um segundo - herbert vianna)


john: por que não me ligou? quer dizer, não acha que merecia mais explicações do que uma carta? podia ter ligado, me dado uma chance de fazê-la mudar de ideia. não acha que me devia isso?

savannah: não consegui...

john: não conseguiu? gostava tão pouco de mim que não conseguiu ligar? por quê?

savannah: porque eu não consegui.

john: me dê uma resposta!

savannah: não consegui.

john: quero uma resposta!

savannah: porque só de ouvir a sua voz eu teria mudado de ideia. é isso que queria ouvir, john? veio até aqui pra isso? achou que foi difícil lá e fácil pra mim, ficar sem você? sabia que todos os dias era uma luta a minha vida sem você? (...) acha que não tentei? peguei o telefone mil vezes para tentar te ligar. acha que eu queria estar aqui na sua frente assim? não tive escolha.

john: eu sei.

(john & savannah - querido, john)

a vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração; sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam; fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar; calar-me para ouvir; aprender com meus erros. afinal eu posso ser sempre melhor. a lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo. a ser forte quando os que amo estão com problemas; ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho; ouvir a todos que só precisam desabafar; amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos; perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão; amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor; a alegrar a quem precisa; a pedir perdão; a sonhar acordado; a acordar para a realidade (sempre que fosse necessário); a aproveitar cada instante de felicidade; a chorar de saudade sem vergonha de demonstrar; me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas", embora nem sempre consiga entendê-las; a ver o encanto do pôr-do-sol; a sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser; a abrir minhas janelas para o amor; a não temer o futuro; me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.

(charles chaplin)

coragem é algo difícil de imaginar. você pode ter coragem baseado numa ideia idiota ou um erro, mas você não pode supostamente questionar adultos, ou seu técnico, ou seu professor porque eles fazem as regras. talvez eles saibam melhor mas talvez não saibam. tudo depende de quem você é, de onde você veio. ao menos um dos seiscentos caras não pensou em desistir, e se juntar ao outro lado? quero dizer, vale da morte... isso é uma coisa muito forte. é por isso que coragem é uma coisa complicada. você sempre vai fazer o que os outros dizem pra você fazer? às vezes você pode nem ao menos saber porque está fazendo alguma coisa. digo, qualquer idiota pode ter coragem. mas honra, essa é a verdadeira razão para você fazer ou não alguma coisa. é quem você é ou talvez quem você queira ser. se você morrer tentando por alguma coisa importante então você terá ambos, coragem e honra. e isso é muito bom. acho que isso é o que o escritor estava dizendo. que você deve esperar pela coragem e praticar a honra. e talvez até mesmo rezar para que as pessoas que lhe dizem o que fazer, tenham alguma também.

(michael - the blind side)

Copyright © 2011 Quero refletir amor.... Designed by MakeQuick, blogger theme by Blog and Web | Posts RSS | Comments RSS