O tempo, superestimado, não muda nada. Só faz confundir realidade e passado num borrão sem cor. Eu vivo de acreditar na próxima semana, minhas esperanças estão no próximo mês. Quando me oferecem um próximo ano e contam as horas e os segundos pra que ele chegue, eu só quero me cobrir até os olhos e pedir arrego do mundo. Não me faça encarar toda a responsabilidade de um novo tempo, não posso admitir que cheguei ao fim do prazo sem cumprir com meus planos.

Quero todas essas fantasias de dezembro. Quero a pureza de acreditar numa nova vida. A leveza de esperar um mundo novo no segundo em que 2011 se torna 2012. Tudo novo, tudo limpo, tudo pronto pra ser diferente. Ar fresco, um alívio ou certa angústia, é tempo de ser mais eu. É tempo de me esquecer, de me perder, tempo de ter mais tempo.

Se num dia desses eu encontrar o que eu procuro, nesses caminhos tão avessos, talvez eu não precise das palavras. E então serei eu, de frente pro espelho, sem medo de ser quem me olha de volta.
 
(Título do Camões, tirinha da Mafalda e texto da Verônica Heiss)

Como eu falei no post anterior, sou fã das nail arts! Estava procurando algo para o Natal e achei em um blog (não lembro qual) essa unha fofa com o papai noel. Aproveitei e fiz em mim... Eu gostei, só não consegui fazer na mão direita rs


Usei o Gabriela da Risque, o Preto da Ludurana e o Branco Cremoso da Impala! E muita paciência... A foto eu tirei hoje (segunda, 26/12) e a unha eu pintei na quarta (22/12) por isso a cutícula zoada, o esmalte saindo rs... Mas vale a pena registrar! :)

“Tem uma razão para eu dizer que seria mais feliz sozinha. Não foi porque eu pensei que seria mais feliz sozinha. Foi porque eu pensei que se eu amasse alguém e depois acabasse, eu talvez não sobrevivesse. É mais fácil ficar sozinho. Porque, e se você descobrir que precisa de amor? E depois você não o tem. E você gostar, depender dele? E se você modelar a sua vida em torno dele? E então, ele acaba. Você consegue sobreviver a esse tipo de dor? Perder um amor é como um órgão danificado. É como morrer. A única diferença é a que morte termina. Isso pode continuar pra sempre.” 

(Grey’s Anatomy”)



O pic-nic foi bom
Mas a volta é que foi tão triste
Briguei com meu amor na estação
No trem ela voltou a chorar

Só perguntando meu bem
Qual foi o motivo que eu dei
Pra você me tratar assim
Querendo por no nosso amor um fim

Há um ditado que existe
Ninguém há de querer mudar
Em toda volta de pic-nic.
Alguém tem que chorar

(A volta do pic-nic - Caçulas)


‎"A vida maltrata quem sente demais. Quem sente demais acaba sofrendo mais que a maioria das pessoas. Tudo importa, tudo é exagerado, tudo é sentido de corpo e alma." 

(Clarissa Corrêa)

Resolvi criar essa tag pro blog. Afinal, eu adoro esmalte e toda semana (ou quase toda) estou fazendo as unhas e comprando (e pegando emprestado com as amigas) novos esmaltes! 



Esse é o Diamante Puro da Ludurana com francesinha Branco Cremoso da Impala, usei essa unha para a formatura do meu maridão! Coloquei duas camadas de Diamante Puro porque eu queria que a francesinha ficasse em destaque! 

Formatura pede uma coisinha mais simples, né? Quem me conhece sabe que adoro cores berrantes e Nail Art... Renda e clarinhos não é muito comigo! rs

Eu gostei do resultado, vamos ver quantos dias vai durar... :)

...tem briga!


Quando a gente se separa, saudade :(


Perguntaram a John Lennon:
- Por que você não pode ficar sozinho, sem a Yoko?

E ele respondeu:
- Eu posso, mas não quero. Não existe razão no mundo porque eu devesse ficar sem ela. Não existe nada mais importante do que o nosso relacionamento, nada. E nós curtimos estar juntos o tempo todo. Nós dois poderíamos sobreviver separados, mas pra quê? Eu não vou sacrificar o amor, o verdadeiro amor, por nenhuma piranha, nenhum amigo e nenhum negócio, porque no fim você acaba ficando sozinho à noite. Nenhum de nós quer isto, e não adianta encher a cama de transa, isso não funciona. Eu não quero ser um libertino. É como eu digo na música, eu já passei por tudo isso, e nada funciona melhor do que ter alguém que você ame te abraçando.



"As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca: "Qual é o som da sua voz? Quais os brinquedos que prefere?Será que coleciona borboletas?" Mas perguntam: "Qual é sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai?" Somente então é que elas julgam conhecê-lo. Se dizemos às pessoas grandes: "Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado..." elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma idéia da casa. É preciso dizer-lhes: "Vi uma casa de 600 contos". Então elas exclamam: "Que beleza!"

Assim, se a gente lhes disser: "A prova de que o principezinho existia é que ele era encantador, que ele ria, e que ele queria um carneiro. Quando alguém quer um carneiro, é porque existe" elas darão de ombros e nos chamarão de criança! Mas se dissermos: "O planeta de onde ele vinha é o asteróide B 612" ficarão inteiramente convencidas, e não amolarão com perguntas. Elas são assim mesmo."













I woke up feeling heavy hearted
I'm going back to where I started
The morning rain



Problema é quando a chuva cessa, mas continua escorrendo dentro de nós.

(Danilo Mendonça Martinho)



Feliz e triste, 


              cheia de alegria e aflição, 


                           segura e medrosa, 


                                          amada e renegada, 


                                                      paciente e zangada, 


                                                                      pacífica e arredia, 


                                                                                          completa e vazia... 


tudo isso.


(A Hospedeira - Stephenie Meyer)



Todo mundo vai te decepcionar, sabia? Sua mãe, seu pai, seu marido, sua amiga, seu vizinho. Todo mundo um dia vai fazer uma merda federal e ferrar com tudo que você sonhou. A gente tem tantos sonhos, tantas verdades floridas e bonitas. Meu Deus, como eu queria uma vida cheia de cor. Meu Deus, como eu queria uma realidade mais doce. Mas não. A vida é meio amarga, azeda, meio de verdade. Isso assusta, assusta, mas a gente precisa ser forte.

(Clarissa Corrêa)




Despreocupada rebolava, embalada, inabalada...
SEXTA NO BIRINITES!



Quieta, silenciosa, transitando lentamente pela casa, habitando o POR DENTRO amplamente. Organizando meus livros, minhas gavetas internas, desarrumando outros espaços que de tão organizados me impossibilitavam novas manobras. Ouvindo outras músicas, conhecendo outros ritmos, respeitando o meu. 

Quero é o aconchego da quietude, da minha cama quente, o barulhinho frenético do teclado do meu computador. E essa musiquinha calma que me embala, sussurra. Nada grita, nada desagrada, não há desconforto; apenas estou quieta, observando, percebendo outras sensações que não as já tão conhecidas. 

Comendo quando tenho fome, dormindo quando sinto sono, lendo pra me alimentar do que gosto, escrevendo quando posso, enfim, desfrutando o aconchego do meu próprio colo... Falando pouco, um pouco séria, mas a minha alegria ainda impera, permeia tudo, o estado é de contentamento.

Se estou muito quieta e se recuso todos os convites para a pré-folia, não se incomodem, é a paz instalada no peito, e eu me fazendo a melhor das companhias... Claro que vasculhando tudo encontrei muitos fantasmas, mas, acreditem, existem muitos fantasmas bons...

(Marla de Queiroz)

Eu estou me sentindo assim. Em cima do muro, sem uma posição. Vejo meus amigos se matando aos poucos, excluindo uns aos outros até que sobre quem? 

Fico lembrando de tudo que vivemos e fico pensando no porquê de ter chegado a esse ponto. Não sei se são atitudes egoístas, um ego muito inflado de se achar superior porque finalmente tomou um rumo na vida, ou porque é muito popular e faz amigos com facilidade. Mas esquecem do que viveram no passado e que já fizeram parte dos cabarés, ou que já fizeram parte daquela patota que ficava falando mal de quem estava ausente, ou de que foram felizes juntos e compartilhavam segredos. Denegrir isso agora é meio redundante, né?

As pessoas estão se julgando muito auto suficientes e não são. Se fossem, não dariam a mínima pro que o outro pensa. Acho que quando tem um motivo declarado, beleza. Mas do nada? Qual a explicação dessa destruição? Cada um pra um lado querendo estar junto. Porque quando procura, sente falta, nem que seja pra futicar. Uma indiferença escondia atrás de uma mentira. 

Sempre fui tão a favor de falar o que pensa (e criticada por sempre fazer DR) mas acho melhor do que guardar tudo pra si, ou mandar indiretas (que não é sinal nenhum de crescimento, diga-se de passagem) ou ficar falando pelas costas, sempre achei melhor resolver. Nada me envolve, mas envolve pessoas que gosto e de certa forma parece que estou sendo atingida.

E quando me envolve ou envolve a pessoa que amo sou a primeira a resolver quando me importo. Como disse a Wanessa, sobre o Rafinha Bastos: "Dei o tempo para se redimir e pedir desculpas, não o fez." Aí a gente é radical, né? Temos que ser humildes e ver quando estamos errados e como magoamos as pessoas por bobeira. O tempo está correndo...

Sinto falta de como era antes e fico triste por ver no que se transformou... E eu continuo em cima do muro, mas acho que já sei de quem o muro é!

(Sei que isso não vai mudar nada, é apenas um desabafo. Talvez devesse ser assim. Ou é melhor que seja assim. Só não consigo rir disso tudo...)

"Mãe, te escrevo essas palavras chorando tanto que nem consigo enxergar direito o papel. Quando você estiver lendo esta carta, com certeza já vou estar longe. Por isso te escrevo, na esperança de que estas palavras te alcancem.

Mesmo sabendo que eu precisava ir embora, eu não quero que você pense na minha partida como um rompimento. Eu não quero nunca deixar de fazer parte da sua vida. O que eu quero, e preciso, é deixar de ser a sua vida... ou a razão da sua vida como você sempre diz.

Todos esses anos, se a minha irmã sofreu por ter sido preterida, eu te digo: ser a preferida nunca foi mais fácil. E é este peso, mãe, essa sensação de sufoco, tantas vezes sem ar, que eu quero deixar pra trás. 

Te encontrar de novo é o que eu mais desejo, mas pra isso, eu preciso que você possa enxergar quem eu sou para além do que você gostaria que eu fosse. Porque mesmo imperfeita, mãe, dentro do meu coração eu tenho muito amor pra te dar!

Muita saudade. 

Beijo, Ana."

(Carta da Ana para sua mãe Eva - A Vida da Gente)

Um cisto a ultrassom acusou
No começo a Samara não ligou...

Cólicas intensas e dores ela tinha
E no ovário esquerdo o cisto só crescia

O médico receitou tratamento
Diane 35 não causou sofrimento

Porém não adiantou
E o cisto aumentou

Infecção urinária desencadeou
Andar, respirar fundo... ai, que dor!

E veio a notícia...
Operar por videolaparoscopia

Internada a Samara ficou
Para com os exames operar

Demitida do trabalho ela foi
Porque tinha que se tratar

Internada, a Samara voltou a ficar
Um dia antes, veio a lavagem, que sacanagem!

Um tubo de soro no traseiro...
Ela foi correndo para o banheiro

E ficou esperando a cirurgia
E quem diria, chegou o dia!

Muito nervosa ela estava
Pois tinha risco de laparotomia

Chegou a hora da anestesia
Do filme Awake ela lembrou

Mas falou de rock com o doutor
e se drogou...

Muito escuro estava, nem sonhou
O enfermeiro gritou: Samara acordou!

Doidona de anestesia, por debaixo dos panos olhou
Quando se deparou, xiiiiiiiiiiiiii, foi laparotomia, doutor!
A enfermeira confirmou!

Samara fez cesarea, mas não tinha bebê
O que tinha era um cisto, feio de doer

O pós-cirúrgico é tenso
Que dor! Que tormento!

Pontos, inchaço e muita dor
Ninguém entende o seu chororô

Dipirona, dimeticona, anti-inflamatório e sabonetinho
Tudo para cuidar da operação direitinho

Barriga aberta, tripas pra fora
Querem que eu ande como se não tivesse operado agora

E lá vai a Samara tirar os pontos...
Como ardeu, como doeu, meu Deus!

Vontade de xingar a médica...
De anã patética...

E assim a Samara continua seu pós-cirúrgico
Recebendo ajuda e apoio de todo mundo

(Na verdade eu queria dizer que essa p*rra dói pra c*ralho, é um c*, depender dos outros é f*da e eu dedico toda a música Platypus do Green Day pra vadia que tirou meus pontos)



Tive um vizinho que discutia com a namorada três vezes por semana. Eu ouvia tudo. Não por opção: morava no apartamento abaixo. Aquilo era amor ao choro e à reconciliação. Mas não um ao outro.
Difícil saber o que é amor. Mais fácil saber o que não é.
Um namorado citou Guimarães Rosa: amor é “descanso na loucura”. Com ele vivi mais a loucura do que o descanso, mas o aprendizado tem que começar por algum ponto. Com o tempo vi que ele tinha razão. O namorado, não o vizinho.
Amor é mesmo aquela sensação de voltar para casa.
Adormecer lado a lado é a grande prova. No dia seguinte, acordar e sentir que está levando alguém com você. Descobrir um sorriso ridículo no canto da boca. Pronto, encaixou. Feito pecinhas de Lego: diferentes, mas vindas do mesmo mundo.
Lego é gostoso. Quebra cabeça não.
Amor não é desejo: é feito de. Amor é feito de amor, mas não só. Amor não tem razão. Ninguém ama pelas qualidades do outro, nem apesar dos seus defeitos. Ama porque o outro é o outro e pronto. Amor é pacote completo.
Você sabe que é amor quando se descobre cúmplice. Quando tem a coragem de se mostrar. E de se ver. O outro é um espelho. Vai encarar?
Você sabe que é amor quando se entrega. Mas é melhor guardar algo para si mesmo. Amor não pode ser só para o outro.
Amor é o exercício do não ter. Amar e não ter nada em troca. Porque se é amor, não é em troca. Amor não serve para nada, não garante nada. Como as boas coisas da vida.
Amor é presença e é falta. Uma não vive sem a outra. Amor é liberdade. Gostoso é saber que o outro, com tantas opções, escolheu você mais uma vez. O que fazer para que amanhã ele faça a mesma escolha? Mantenha-se distraído.
Amor é feito de hoje. Da arte de não fazer tudo sempre igual. Da construção. Como revestir parede com aquelas pastilhas bem pequenininhas. No amor é preciso colocar uma por uma. Sem pressa de ver pronto. Para mim, é esse o sentido de amar como se não houvesse amanhã. Menos voraz do que sugere.
Mas posso estar errada. Sou amadora. Amei paredes inteiras. Quanto mais aprendo, menos sei. Gosto é do aprender.
Uma convicção: amor é delicadeza. Eu sempre quis falar isso para o vizinho. Tomara que a namorada dele compre Gloss esse mês.

( Por Cristiana Guerra, para a revista Gloss de junho de 2008)

É o manual do Lego? Amei me encaixar no texto. :)

Dia pra amar nossos gatinhos lindos!


Meu amor pelos gatinhos aflorou quando eu ganhei a Tita! Uma siamesa linda, nós adotamos ela em um petshop, pois ninguém queria comprar uma gata com seis meses de vida... Ela me ensinou tudo o que eu sei sobre gatos. Eu a ganhei quando tinha 12 anos! Tive que "obrigar" a Tita a me amar, dava beijos estalados nela e ela ficava fula da vida... Até que um dia ela que passou a me dar os beijos, me lambia, dormia comigo... enfim foi o meu amorzinho. Ela morreu aos 12 anos de idade por conta de um cisto maligno nas mamas. Doeu e dói até hoje... 


Por causa dela, passei a me interessar pelos gatos, como cuidar deles para que vivam bem e bastante... Hoje eu tenho 5! Todos adotados e cada um com suas características mais que especiais!


O Algodão, foi o primeiro a ser adotado. Ninguém queria adotá-lo porque ele tinha os olhos de cores diferentes, um verde e um azul. Assim que o vi foi amor a primeira vista! Chegou muito magrinho e sujinho. O ganhei com 6 meses. Sempre foi um gatinho assustado, não podia ver gente nova que saía correndo pra debaixo da cama. Ele só sai lá debaixo se gostar muito de você ou já te conhecer... Adora uma massagem por seu corpão, adora brincar e sabe abrir as portas usando a maçaneta... além de morder seu pé a noite enquanto você dorme... É um eterno bebê, lindo DEMAIS!

Resolvi casar, né? Aí minha mãe não quis que eu levasse o Algodão, pois ficaria muito sozinha, OK. E agora? Preciso de gatinhos... Meu pai chega com duas gatinhas, com mais ou menos 1 mês de idade, assustadíssimas!!! Disse que o dono iria jogá-las na rua :( Não pensei duas vezes, adotei as duas na hora. Chegaram muito bebezinhas, magrelinhas, com muito medo de tudo, choramingavam com saudade da mamãe... Penélope e Magnólia estão, hoje, com 9 meses, lindas!


Magnólia se sente a rainha da casa, é a manda-chuva, encrenqueira, ciumenta, mas tem dia que se derrete em carinho...


Penélope é um dengo só, carinhosa, faz cada pose, mas é de fazer bagunça, viu? Papai que sofre com suas estripulias.

A gata do meu amigo teve uma ninhada, e eu que já não gosto nem um pouquinho de gatinhos, nem fui lá ver, né? Quando cheguei para ver a ninhada, me encantei com uma gata bem branquinha que se destacava no meio dos outros gatinhos por ser gigante comparada aos outros. Falei para o meu amigo que ela seria minha, mas ele resolveu relutar, é mole? rs


Adotamos a Pérola, quando desmamou, aos 3 meses. Notamos que ela não era uma gatinha qualquer, era especial! Pérola é deficiente auditiva! Não escuta nadinha mesmo. Preocupados compramos coleirinha com guizo para sempre sabermos onde está. É uma princesinha, adora brincar e mamar no papai Algodão, é um pouco assustada mas aos poucos ela vai chegando... Chamamos carinhosamente de Pitica!


E quando pensamos que já estavamos bem de gato, eis que surge Napoleão todo serelepe na rua da feira... Papai se apaixonou a primeira vista mas foi a mamãe que ganhou graças a minha tatuagem de patinhas! Pois a tia do armazém nao estava a fim de dar o gatinho para qualquer um, mas para quem pudesse cuidar bem do bebê! Napoleão é um bebê, tem 3 meses e adora mamar nos dedos da mamãe e do papai, adora brincar e gosta muito de comer... É muito carinhoso e tem um cheirinho de leite que a mamãe adora!!!

Esses são meus filhos lindos que eu amo demais e faço tudo para que fiquem bem e se sintam amados! (=^;^=)


Um dia quero mudar tudo
No outro eu morro de rir,
Um dia tô cheia de vida
No outro não sei onde ir,
Um dia escapo por pouco
No outro não sei se vou me livrar,
Um dia esqueço de tudo
No outro não posso deixar de lembrar,
Um dia você me maltrata
No outro me faz muito bem,
Um dia eu digo a verdade
No outro não engano ninguém,
Um dia parece que tudo
Tem tudo prá ser o que eu sempre sonhei,
No outro dá tudo errado
E acabo perdendo o que já ganhei
Logo de manhã, bom dia...
Um dia eu sou diferente
No outro sou bem comportada,
Um dia eu durmo até tarde
No outro eu acordo cansada,
Um dia te beijo gostoso
No outro nem vem que eu quero respirar,
Um dia quero mudar tudo no mundo
No outro eu vou devagar,
Um dia penso no futuro
No outro eu deixo prá lá,
Um dia eu acho a saída
No outro eu fico no ar,
Um dia na vida da gente,
Um dia sem nada de mais,
Só sei que eu acordo e gosto da vida
Os dias não são nunca iguais!

(Bom dia - Zizi Possi)

"Gosto de pensar que via de regra todos os sorrisos são sinceros, todos os abraços são dados com carinho, e todas as palavras são verdadeiras, por isso que ao conhecer as pessoas deposito minha total confiança nelas, eu acredito, e sim me decepciono. Mas não me dou por vencida, paulatinamente, elas mesmas vão me dando provas suficientes pra que eu possa saber quem vai ficar e quem vai dançar, ou melhor, pra que eu possa saber quem merece ficar e quem merece dançar. Consciência tranqüila, pois a oportunidade foi dada. Sempre gostei de acreditar naquilo de melhor que as pessoas possam ser, apostei muitas vezes todas as minhas fichas, e errei, porem acertei em alguns momentos, e saí ganhando também, amigos, poucos e bons amigos. Infelizmente algumas pessoas por si só conseguem estragar todas as oportunidades bonitas que a vida as dá, conseguem estragar qualquer chance de amizade, felicidade, amor em qualquer uma de suas muitas formas possíveis. Essas são aquelas que conseguem ver na tristeza dos outros a própria felicidade, essas sim são pobres, pobres de alma. Calculistas, e desse tipo de gente não sinto medo, não sinto ao menos piedade... O que eu quero dizer é que existem pessoas que são seus maiores vilões, os únicos capazes de se proporcionar felicidade, mas são unicamente capazes de cessar com tudo. Afinal, de nada adianta ser uma Lamborghini por fora, se você é um Fiat 147 caindo aos pedaços por dentro."

(Larissa Miranda)

Perdi a hora, lamento. Se tudo pode ser melhor ainda dá tempo! No tempo certo vou chegar sem pressa, sem despertador. A vida é nova! Novo é o lugar que a boa hora traz nesse incompleto vem e vai.

Se o começo é o fim, não faz mais diferença; se tudo está por um triz, não faz mais diferença; se isso é bom ou ruim, não faz mais diferença; nem sempre alegre e feliz, mas faz, faz diferença!

Não vá. Me dê mais um tempo, deixei pro fim o que é melhor. Se for, eu entendo, só vim aqui para agradecer o que a gente dividiu. A vida é boa! Bom é o lugar que a nova hora traz nesse incompleto vem e vai.

Do que é ruim eu me esqueço. O bom eu quero mais! na tristeza eu quero avesso... Agora quero paz! Saiba que todo fim é um recomeço! Pra nossa vida quero amor, o resto eu desconheço...


(Indiferença - MCA)


Antes eu achava que todo mundo era meu amigo. Um dia, depois de muito sentir um gosto amargo e horrível na boca, descobri que muita gente queria me ferrar. Sim, as pessoas querem (e vão, me desculpa, mas vão) te ferrar. Tem amigo que não suporta te ver feliz. Tem conhecido que não aguenta ver o teu sucesso. Tem amigo que não gosta de ver que o teu relacionamento está dando certo. Tem parente que sente um ciúme trouxa. Tem gente que não sabe o que é gostar. Tem gente que não respeita nada. Acredito no seguinte: O olho das pessoas que gostam de você sempre vai brilhar quando alguma coisa boa te acontece. Se ele não brilha, meu amigo, "há algo errado no paraíso".

(Clarissa Corrêa)

Porque me vejo neles, porque os entendo. Sou igualzinha: adoro gente, mas preciso ser conquistada. E preciso que respeitem meus limites e estados de espírito. Posso num dia ronronar pra você e querer deitar no seu colo; e no outro simplesmente querer ficar na minha olhando pela janela. Não faço festa pra ninguém a toa a não ser que a identificação seja imediata, e nisso quem manda é a intuição e o instinto. Quando amo, amo muito e totalmente; e sou dengosa e preguiçosa. Durmo de dia e viro uma espoleta a noite. Acho que existe "gente-cachorro" e "gente-gato". E com os gatos parece que encontrei minha galera, minha turma.

(Pitty)

[Rannah Oliveira]
oi onten eu xorei
oi tia

[Samara Teixeira]
chorou por que?

[Rannah Oliveira]
por que eu tou com saudades de vc

[Samara Teixeira]
Ô, minha princesa, eu também estou com saudades!
muita mesmo!
mas não precisa chorar, viu

[Rannah Oliveira]
eu tambem taq
ai iscrevi erado
e ta

(Via Facebook)

"Tem vez que as coisas pesam mais
do que a gente acha que pode aguentar.
Nessa hora fique firme,
pois tudo isso logo vai passar.
Você vai rir, sem perceber,
felicidade é só questão de ser.
Quando chover, deixar molhar
pra receber o sol quando voltar.
Melhor viver, meu bem,
pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e depois dançar,
na chuva quando a chuva vem."



(Marcelo Jeneci - Felicidade)

Começo de agosto e mais uma crise de infecção urinária, UPA, remédios e nada de curar. Volto ao hospital e está lá o cisto com 8cm, internação, exames, mil remédios e repouso para a cirurgia. Fiquei sem trabalhar por 9 dias, voltei ao trabalho e recebo o comunicado de que tenho que ser dispensada pra não ficar nesse "vai e volta" com as crianças e pra recuperar minha saúde, ok. Pedagogicamente e pra minha saúde, eu entendo. Mas administrativamente, um descaso total. Saio com uma mão (nem mamão) na frente e outra atrás, achei estranho, quis deixar por isso mesmo...

Mas e o depois?

Voltei pra reivindicar meus direitos enquanto trabalhadora e fui destratada, humilhada, chamada de mau caráter por uma educadora exaltada que me conhece há mais de 25 anos...

Agora,
reivindicar direitos virou sinal de mau caratismo? Enquanto ter bom caráter é dispensar sua funcionária com problemas de saúde com uma mão na frente e outra atrás.

O que fica é a decepção de uma professora que se doou demais a uma escola onde desde o começo teve problemas com pais, professores antigos, que brigou muito com o marido por horários divergentes que deveria estar na escola, que tirou o tradicional e trouxe o construtivismo pra aquelas crianças que tinham um ensino totalmente arcaico, em que não eram obrigadas a pensar, a criar e agora estão lendo, escrevendo e criando... e não recebeu nada em troca.

O que fica é o amor e a inocência daquelas crianças, sei que vou marcar a vida delas...

Se for preciso, que venha a justiça!

Quando não se tem muletas: vá mancando;
Quando se perde um dente: procure um sorriso;
Quando não se tem a quem abraçar: abra os braços pro vento;
Quando percebe-se que as pernas estão maiores do que as asas: corra, para comprar um sorvete;
Quando existe mais dele em você do que você mesma: comece a cuidar de um animal, você se tornará a pessoa mais importante na vida de outro;
Quando não se colhe flor na primavera: carregue mais folhas no outono;
Quando se está sempre sozinha: comece a gostar do que ainda não veio!
Aprender dói mas vale a pena. Importante é continuar!
Agora pra terminar ouça: comece a achar que as coisas têm jeito!
Acreditar em esperança é abrir uma janela bem no meio do seu desespero!

(Vanessa Leonardi)

You never said you were perfect,
but you always are to me.
Loving you was always worth it,
cause you see so much in me.
And when I'm down,
you're there to lift me.
You come around,
when I need a friend.

And no one loved me like you do,
unconditional and true.
You're the shoulder that I've always known
and the hand that says I'm not alone

Did u know that I get lonely?
At the thought of you not being here.

I love you more than you know!

Maria Alice: Tia, qual é o nome do seu namorado?


Tia Samara: Bruno!

Maria Alice: É com B - R - U, tia?

Tia Samara: Isso!

Maria Alice: Tia, ele é marronzinho?

Criança aprendendo a ler manda cada uma...


"GOSTO"

João Pedro: Tia, o que é GO - S - TO ????


Lindos e felizes, te amoooooooooooooooo!

Você que me faz tão bem,
você que é o meu par,
você que tem meu amor todo dia.

É tão difícil entender,
ainda mais difícil explicar...
É algo lá do além,
é lá do lado de lá!

Agora é só eu e você,
eu me encontrei ao te achar,
só esqueci de lembrar tudo que tinha.

Hoje eu sou só de você,
com você eu quero ficar...
Eu não desisto de te ter,
isso é o que me faz pensar...

Eu sei que tem a ver alto clima,
eu fui feita pra você,
você foi feito pra me amar!

(Alto clima - Charles Master)

Puxa vida, quanto tempo... Mas todo tempo do mundo é pouco quando é pra falar da gente, pouco para as coisas que preenchem nosso tempo, pouco para o tempo que temos pra passar juntos... Pouco tempo pra aproveitar o tempo que temos!

Eu não sei falar coisas bonitas, assim como você. Mas a verdade é que eu te amo muito, não consigo imaginar como é continuar sem você na minha vida, dói. Dói pensar que a gente pode perder-se um do outro. Que o destino do nosso amor pesa mais que o mundo inteiro. Por favor, não me faça desacreditar de nós!

É você que eu escolhi pra ter ao meu lado a vida inteira. É com você que eu quero seguir em frente. Com todos os seus defeitos mas que não se sobrepõem as suas qualidades, que são imensas.

Eu te amo, minha vida, meu príncipe, meu amor aaaaaaaaaaaaaaah! Daquelas que amam muito!

Amor, só sei fazer a gente no paint! rs


Aos amigos de sempre, aos amigos de 20 anos de estrada, aos novos amigos, aos amigos que passam pela vida da gente mas deixam marcas, aos amigos que a gente só fala "oi", aos amigos que fazem parte da família, aos amigos da internê, aos amigos macaenses que fazem a escala macaé-niterói sempre que podem, aos amigos do trabalho, aos amigos que já fizeram parte da nossa vida mas estão em nossos corações, aos amigos coloridos, aos amigos da engenhoca, aos amigos animais, aos meu amigos pequeninos e ao amigo am♥r. Obrigada por fazerem da minha vida mais feliz e por entenderem (ou não) a distância... Mas saiba que a vontade de estar com todos é imensa!

Hoje sim, posso confirmar que estou de férias...

Delíiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiicia :)


"Quando a gente gosta, a gente começa emprestando um livro, depois um casaco, um guarda-chuva, até que somos mais emprestados do que devolvidos. Gostar é não devolver, é se endividar de lembranças."

(Fabricio Carpinejar)


"Não critico o "umbigobunker"… Nem faria qualquer sentido.. Apenas aponto, relato, admito, detecto que as canções deste álbum, giram em torno de relações que se revelam pelas fendas, escapes, fraturas dessa "estrutura"… Da realização do que parece auto-sabotagem ; da deterioração, degradação que o tempo pode proporcionar / provocar / ocasionar naquilo que começa com interesse, curiosidade e até admiração, para descambar, virar lastimável baixaria; da necessidade de tentar (em vão) um acordo com o próprio mr. tempo; de questionar uma dissimulada que pretende transparecer (comprar o "combo") -perfeição- cuidando do físico com suco de linhaça e da mente com rivotril ; de abraçar o absurdo e improvável para ter forças e seguir em frente; do perigoso e delicioso saltar, "inventando" a rede de segurança(?)..rs... Vai por aí…"

(Jay Vaquer sobre o novo album)

Geovana: Tia, eu queria que você passasse uma atividade pra mim em que eu pudesse ler e escrever, porque a minha mãe vai me visitar e sabe, ela não me levou com ela porque não tinha condições e eu tenho uma irmã mais velha que é doentinha e ela tem que dar atenção a ela. hoje ela vai me visitar e quer ver se eu já sei ler e escrever.

Ai ai, são por essas e outras que eu ainda insisto nessa profissão, no final de tudo ela fez uma cartinha para a mãe dizendo que a ama muito e que está com saudades, sem nenhum erro de português e com uma letra de mão linda!

"Se alguém já lhe deu a mão e não pediu mais nada em troca, pense bem, pois é um dia especial. Eu sei que não é sempre que a gente encontra alguém, que faça bem e nos leve desse temporal. O amor é maior que tudo, do que todos, até a dor... Sonhei que as pessoas eram boas em um mundo de amor, acordei nesse mundo marginal. Mas te vejo e sinto o brilho desse olhar, que me acalma e me traz força pra encarar tudo!"

(Cidadão Quem - Dia especial)

Meio quilo na minha barriga :D

Looking in your eyes, I see a paradise.
this world that I found is too good to be true.
Standing here beside you,
I want so much to give you
this love in my heart that I'm feeling for you.

Let them say we're crazy.
I don't care about that.
Put your hand in my hand, baby, don't ever look back.
Let the world around us just fall apart.
Baby, we can make it if we're heart to heart.

And we can build this thing together,
stand in stone forever,
nothing's gonna stop us now.
And if this world runs out of lovers we'll still have eachother.
Nothing's gonna stop us, nothing's gonna stop us now.

I'm so glad I found you, I'm not gonna lose you,
whatever it takes to stay here with you.
Take it to the good times,
see it through the bad times.
Whatever it takes is what I'm gonna do.

Oh, all that I need is you.
All that I ever need.
All that I want to do is hold you forever, forever and ever.

(Nothing's gonna stop us now - The Starting Line)
-----------------------------------------------------------------------
Te amo, vida! Feliz dia dos namorados ♥


Na versão conhecida de a bela adormecida, a adorável princesa adormece quando fura seu dedo em uma agulha. Ela dorme por cem anos até que o príncipe finalmente chega, beija-a, e acorda-a. Eles se apaixonam, casam, e (surpresa!) vivem felizes para sempre.
Contudo, o conto original não é tão doce. Nele, a jovem garota adormece por causa de uma profecia, não de uma maldição; e não é o beijo do príncipe que a desperta: o rei a vê dormindo e, querendo se divertir, a estupra. Depois de nove meses, nascem duas crianças (e ela continua dormindo). Uma das crianças chupa o dedo da mãe, retirando a peça de linho que fazia ela dormir. A princesa acorda para saber que foi estuprada e é mãe de gêmeos. Fim.
-----------------------------------------------------
Fico imaginando o papai contando a história da bela adormecida pras filhinhas dormirem.
Eu nunca mais dormiria...

Devlin: É uma coisa que fazemos quando um de nós se ausenta. dizemos o que amamos um do outro. Vocês deveriam tentar. Olhem um nos olhos do outro e digam o que amam um no outro.

Katherine: Temos que nos olhar para fazer isso?

Danny: Sim, somos ótimos.


Katherine: Está pronto?

Danny: Pode começar.

Katherine: Vamos. Amo seu senso de humor.

Danny: Você ama? Ama mesmo?

Katherine: Cada parte suja dele. Amo suas histórias. São sempre divertidas. Amei que você leu os bilhetes. Amo que, secretamente, você tem um coração imenso. E ele é cheio de... bondade, humildade.

Danny: E sangue.

Katherine: Claro, e tem sangue. Não sei, eu... acho que você é realmente uma boa pessoa, e... eu realmente gosto... realmente amo ficar perto de você. É isso aí, fim de jogo.



Devlin: Danny.

Danny: É minha vez? Gostaria de começar dizendo que eu amo que você arrumou seus dentes. Eles eram horríveis.

Katherine: Eu sei.

Danny: Sabe o que eu amo? Como você faz tudo pelas pessoas sem esperar algo em troca. Quando eu digo "obrigado", você ouve?

Katherine: Isso é fofo.

Danny: E eu amo... eu amo. Você é a única pessoa para quem nunca menti na vida. Juro por Deus. Confio em você mais do que em qualquer um. Você conhece todos os meus segredos. Amo seu sorriso. Seu sorriso é mágico. Quando estou operando, tudo o que penso é que em 20 minutos ou ver esse sorriso. Esse sorriso faz o meu dia.

(Devlin, Katherine e Danny - Esposa de mentirinha)

Ramon: Você já transou?


Sarah: Eu não, nem sei o que é transar!

...

Sarah: TIAAAAAAAAAAAA, O QUE É TRANSAR?

Tia Samara: Onde você ouviu isso, sarah?

Sarah: Foi Ramon que falou!

Tia Samara: RAMOOOOOOOOOOOOOOOOON!

Sarah: Tia, camisinha não é cerveja?


Tia Samara: Por que você está me perguntando isso, Sarah?

Sarah: Porque no bar da minha vó tem um cartaz com uma!

Tia Samara: HÁAAAAAAAAAAAAA!

O amor é o fogo que arde sem se ver;
é ferida que dói e não se sente;
é um contentamento descontente;
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é solitário andar por entre a gente;
é um não contentar-se de contente;
é cuidar que se ganha em se perder.

É um estar-se preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é um ter com quem nos mata a lealdade.
Tão contrário a si é o mesmo amor.

É só o amor! É só o amor
que conhece o que é verdade.

Ainda que eu falasse
a língua dos homens
e falasse a língua dos anjos,
sem amor eu nada seria.

(Monte Castelo - Legião Urbana)

Tia Samara: Rannah, lê pra tia *aponta para a placa*


TEATRO MAGALHÃES JR.

Rannah: Te-a-tro Ma-ga...LINHAS!!!

Sarah: Tia, olha o que eu desenhei *mostra* é uma pizzaria!


tia Samara: Ah, que bacana! então escreve pizzaria pra tia ver!

*tic tac tic tac tic tac*

Sarah: Tia, eu não escrevi pizzaria, mas escrevi pizza!


"PITISA"

Don't hurt me, baby, I just can't bear the pain
Don't hurt me, like I've been hurt before
So, try to see, the way you feel for me
Please don't hurt me, baby

(Don't hurt me - The Starting Line)

Ramon: tia, qual é o seu "sínigo"? (Ele quis dizer "signo")


Euri.

When I push the sheets away from your face and watch you sleep all day here. And when I push you away and say you simply can not stay here.

Its all love, it's all of my stupid love.


When I say you take away the most important parts of me with you and when i've had the greyest day, you add more grey, that's just your way, it's true.


Its all love, it's all of my stupid love.

You can't be the one to kill the pain anymore. You let me in but then you slam my fingers in the door. I've had enough but i keep asking you to give me more. When i say that there's no way.

Its all love, it's all of my stupid love.

(All love - Ingrid Michaelson)

Ô meu môrzinho é por você que meu pobre coração bate

Oi, amor! Hoje é um dia muito especial. É o dia em que você faz aniversário. E esse é o primeiro de uma vida inteira que vou comemorar com você. Faz 9 meses que você entrou na minha vida pra nunca mais sair. Eu queria escrever coisas que não fossem clichês, mas não tem como fugir disso, né? O amor é tão clichê... mas não me importo.

Fico pensando em quanta coisa a gente já passou, quanta coisa já superamos e que passo nós demos! Não me arrependo de nada. Acho que tudo teve sua hora. Cedo demais? Cedo pra quem, não é mesmo?

Lembro do dia que Juliana veio me falar de você, contando todas as tramóias, o que você pensava, como você era... rs. Sabe que no começo eu nem ligava? Mas eu vi que aquele menino tinha algo de diferente, ele se importava... aprontou um pouco, mas ok... releva! Mas era tudo o que demonstrava. Foi em preto e branco que eu vi pela primeira vez a cor do amor Lembro do cinema desastroso rs, lembro da Tita (foi aí que você me conquistou, não é mesmo?), lembro do dia em que você ficou conversando 8 horas comigo direto enquanto eu estava "trabalhando", lembro do show do Gramofocas e do Rolinho Parmalat (vide foto rs), lembro do quanto você enrolou pra chegar em mim e eu que tive que tomar a iniciativa HAHAHA, brinks, amor... foi tão bonitinho, tão cuidadoso, lembro de você dizer que te tratei mal quando você me ligou e de gravar o vídeo do The Beach Boys (mentira, você me contou isso ontem rs), lembro da quinta-feira que você chegou de surpresa, lembro da sexta-feira em que me levou ao Koni pra lanchar, lembro do pedido e que me deixou esperando ¬¬, lembro do esforço que fez pra comprar o livro que eu queria lááááááá em Portugal rs, lembro dos dias a fio ao meu lado quando tive infecção urinária, lembro do dia que você me disse o primeiro "eu te amo", lembro do dia que comecei a confiar em você, em que se tornou além de namorado, melhor amigo, lembro que toda vez que a gente ia ao cinema era pra ver uma animação rs, lembro do cuidado, do zelo, das mil ligações diárias, lembro das despedidas... lembro de ficar quatro dias sem te ver (hoje mal consigo ficar um dia), lembro dos planos, lembro do esforço que você fazia (faz) pra agradar meus amigos, lembro de Terê, lembro do primeiro dia que fui na casa dos seus pais e comi pizza! Lembro da deitação rs. Lembro de coisas tristes também, mas são elas que ajudam no nosso crescimento... lembro da Ilha, era outro mundo, né? Parecia que não havia problemas, só tinha a gente! Lembro do dia que a gente decidiu se casar, lembro do vendaval que foi na nossa vida, lembro dos nossos medos, do "não vai dar certo", do medo de largar o seguro e ir de cabeça no duvidoso, dos nossos anseios, "como vai ser?" de como falar com nossos pais... lembro quando começamos a pintar a casa, ela vazia ainda, só com um plástico transparente no quarto rs, lembro de pintar os cantinhos das portas, lembro do quanto a mudança foi difícil, quanta escada pra subir!!! Ainda falta mudança rs, lembro de quanta ajuda a gente recebeu, do apoio das pessoas (demorou mas chegou rs), lembro que a gente morria de vontade de ir pra nossa casinha logo, lembro de quando nossas filhas chegaram (e até de que o filho era filha e que fazia "quixi" rs) lembro do quanto o começo foi difícil, arrumar as coisas, falta coisa, comprar coisas AHHH...

São por essas e outras coisas que eu tenho a certeza que você é o amor da minha vida, a pessoa que eu escolhi pra ficar a vida inteira, pra dividir tudo comigo e pra multiplicar, pra começar a construir nossa família, somos só os pilares!

O começo é difícil, tenho vontade de te bater às vezes, mas o meu amor é maior que qualquer louça e espero que o seu amor seja maior que qualquer briguinha boba que tenhamos.

Hoje somos um. Você é minha família agora e não há ninguém no mundo que me faça desistir de você! Eu te amo, obrigada por ser quem você é e por ter entrado na minha vida!

Com você meu mundo é bom demais!

É assim que fico, quando estou com você, quando penso em você e quando respiro por saber que você existe (essa foi pesada, né?) HAHAHAHA

TE AMO!

Copyright © 2011 Quero refletir amor.... Designed by MakeQuick, blogger theme by Blog and Web | Posts RSS | Comments RSS