What do you do when you turn off the lights
Waiting for someone to come
Wondering how you could sleep at night
When you know that no one will come in the morning

Well you have lived your whole life in the books
Dreaming about films and songs
Living your mind as if it was so real
Writing about someone who comes in the morning
Just to hold you tight in the morning
Saying you won't be alone every night

What do you do when you turn on the lights
Noticing no one has come
You open the window to watch people's lives
Wondering if you're the only one who sees
That everyone is waiting for the one
Who will save them from the day
When they notice no one's there for them
For you
For me
Oh, no one will be there
For us

But that's ok
I’ll find my way
Close to the sun
I’ll be on the road
Chasing beautiful days
I’ll find my way
All the days will be mine
And I’ll be fine
Cause no one
Will be there but me

(Ana Larousse - What do You do With a Happy Ending?)

Pois é, já andei tantas florestas, tantos lares e cidades

pro meu mundo destravar
Pois eu sempre andei atrás de frestas pra esconder a minha idade
onde nada irá acabar

Pois é, fui morando em cada trecho disso tudo que eu vejo

É o que dá viver demais
É, fui amando cada coisa
e levando junto as tralhas de quem faz pensar demais

E, nessa de pensar, chorei mentindo que eu era tudo aquilo

que eu vi em cada lugar
E eu fui caçando dias lindos
e levando junto a mim cada amor, cada pesar

Pois é, fui amando cada trecho disso tudo que eu vejo

é o que dá viver demais
É, fui morando em cada coisa
e levando junto as tralhas de quem faz pensar demais

E, nessa de pensar, chorei fingindo que aguentava carregar tudo aquilo que amei

E eu me vi cambaleando quando vi que no meu mundo tinha tudo menos eu

E agora, que me dei por tanta gente me conforto que nem sempre vou poder negar o fim

E agora me desmancho esquina a esquina, vou polindo as minhas quinas
pra me reduzir a mim

Pois eu que me dei por tanto sempre me conforto como gente pra deixar lugar pra mim

E eu me desmancho esquina a esquina, vou polindo as minhas quinas
vou me reduzir a mim

(Ana Larousse - Um breganejozinho bonito ainda sem nome)

Onde está o teu olhar

Que ninguém mais te viu passar sorrindo
Embora faça sol aqui
Na beira do mar azul
Vai se banhar e então
Se abandonar um pouco do que não faz bem
É, eu também acho ruim
Fingir sorrir quando tudo o que se quer é chamar o fim
E ele sequer vem
Ele sequer vem

E eu sei que você só quer se desprender desses dias ruins

E eu sei que você se sente só
Mas sinto muito eu também me sinto só

(Ana Larousse - Tanta gente)

(...) choveu no carnaval
e quem cuidou da chuva foi você
Você que também chamou cada folião
que agora dança só nessa canção
Nessa canção que nem samba é
Nessa canção que quis ser samba, mas não é

Eu estava bem até você chegar
pra me apontar a solidão que estava aqui
e eu sequer notei até você chegar 
e partir

(Ana Larousse - Todo carnaval nem começa)

Não deixe as pessoas serem

seu alicerce.
(...)

Ao invés disso
construa na areia
construa no lixão
construa na fossa
construa nos túmulos
construa na água,
mas não construa nas
pessoas.

Elas são uma aposta ruim,
a pior aposta que você pode fazer.

Construa em outro lugar,
qualquer outro,
qualquer
mas não nas pessoas,
massas
sem cabeça, sem coração
emporcalhando os
séculos,
os dias,
as noites,
as cidades, os municípios,
as nações,
a Terra,
a estratosfera,
emporcalhando a
luz,
emporcalhando todas
as chances,
aqui,
emporcalhando completamente
tudo
agora
e amanhã.

Qualquer coisa
comparada às pessoas,
é um alicerce melhor a se procurar.

Qualquer coisa.


(Não deixe - Bukowski)

O que você quer nem sempre condiz com o que outro sente

Eu tô falando é de atenção que dá colo ao coração
E faz marmanjo chorar
Se faltar um simples sorriso, às vezes, um olhar
Que se vem da pessoa errada, não conta
Amizade é importante, mas o amor escancara a tampa
E o que te faz feliz também provoca dor
(...)
E as pessoas se olham e não se falam
Se esbarram na rua e se maltratam
Usam a desculpa de que nem Cristo agradou
Falô! Cê vai querer mesmo se comparar com o Senhor?

''As pessoas não são más, mano, elas só estão perdidas. Ainda há tempo.''
Não quero ver você triste assim, não

Que a minha música possa te levar amor


(Criolo - Ainda há tempo)

Copyright © 2011 Quero refletir amor.... Designed by MakeQuick, blogger theme by Blog and Web | Posts RSS | Comments RSS